Aguarde...

Amorim: Previdência e crise externa podem afetar o Brasil

Ricardo Amorim foi o responsável pela palestra de abertura da 4ª edição do Agenda Campinas

| A Organização

Ricardo Amorim foi um dos palestrantes no Agenda Campinas. Foto: Denny Cesare/Código 19 

O economista Ricardo Amorim foi o responsável pela palestra de abertura da 4ª edição do Agenda Campinas. Ele apontou que caso não haja uma Reforma da Previdência ou uma crise externa poderão piorar a situação do Brasil.  
 
LEIA MAIS 
Vice-governador ressalta trem até a capital


O evento está sendo realizada na manhã desta quinta-feira (27) no Hotel Vitória. O tema dessa edição será "Os desafios da economia - vamos falar de oportunidades".

"A Reforma da Previdência é um dos caminhos para a retomada da economia. Se ela não passar, o país volta a entrar em uma recessão profunda, com um adendo. Na última não havia esse tanto de desempregado que tem hoje", afirmou o economistas.

Amorim é presidente da Ricam Consultoria, prestadora de serviços na área de negócios e economia global, em forma de palestras e consultoria. A empresa tem como missão assessorar clientes a antever tendências globais e brasileiras, por setores, e maximizar oportunidades.  

Ele também foi eleito pela Revista Forbes um dos 100 brasileiros mais influentes e economista mais influente do Brasil. O brasileiro mais influente no LinkedIn, autor do best-seller Depois da Tempestade e co-fundador da Smartrips.co e da AAA Plataforma de Inovação.

"As famílias estão cada vez menores, ou seja, menos contribuintes para a Previdência. E a expectativa de aumentou no tempo de recebimento também cresce. Hoje a pessoa recebe 17 anos, na média, de aposentadoria. E esse número só cresce", continuou.

O Agenda Campinas é um fórum de debates para promover soluções para os principais problemas que afetam a cidade.

"Uma coisa eu garanto. Toda vez que o Brasil entrou numa grande recessão, ele se recuperou na sequência. Isso vai ocorrer em breve", finalizou. 


Veja também