As três dicas de Eduardo Lyra para ser um bom empreendedor social

Criador do Instituto Gerando Falcões mostra os passos básicos para tomar uma atitude empreendedora

    • ACidadeON
    • ACidade ON
ACidade ON - Campinas
O jornalista, escritor e empreendedor Eduardo Lyra (Foto: Denny Cesare/Código 19)

Eduardo Lyra é o que podemos chamar de "pessoa iluminada". Aos 29 anos, ele é criador do Instituto Gerando Falcões, de São Paulo. A história de vida de Edu - ex-favelado, cujo pai foi preso por envolvimento com o tráfico de drogas, mas que encontrou na mãe a força necessária para superar as dificuldades é um exemplo de como é possível empreender, mesmo nas piores situações possíveis.

Criado em 2013, o Gerando Falcões possui atualmente cerca de 20 projetos sociais e atende a 1,2 mil famílias da Grande São Paulo. Edu também integra o Global Shapers, uma iniciativa do Fórum Econômico Mundial, sem fins lucrativos e que visa incentivar a criação de ações de impacto positivo em cada cidade em que está presente ao redor do mundo.

Ele foi o principal palestrante do Agenda Campinas 2017, na manhã desta sexta-feira (10). Com uma linguagem simples, e usando diversas experiências com sua mãe como analogia para o mundo dos negócios, ele encantou a audiência.

No final, deixou três dicas de ouro para quem quer se tornar um empreendedor social. Veja abaixo:

Começar
"A gente sempre deixa pra depois, vive dizendo 'ah, deixa a crise passar'... Tem que liderar na crise, cara. Quem quer fazer tem que fazer na crise. Quando a pessoa começa a fazer, ela atrai dinheiro, vira um ímã. Então o problema não é falta de dinheiro, é falta de fazer. O caminho se faz caminhando."

Aprender e mudar
"É preciso aprender com as respostas que recebemos, saber interpretá-las. Se alguém não comprar, é um feedback que você está recebendo, então o que você pode mudar no produto? E essa mudança tem que ser rápida. Erra, muda rápido, erra, muda de novo, acerta e continua."

Propósito
"O empreendedor tem que ter um propósito claro antes de começar. Por que eu estou começando? "Ah, vou ficar rico para depois doar", não! Tem que começar agora, porque senão depois você não doa nada. O própósito tem que ser claro."


0 Comentário(s)